sexta-feira, 1 de junho de 2007

...Orgulhosamente Maçon...

...Ainda sobre o Post anterior recebi um mail de um Irmão e Amigo brasileiro, mais velho, logo mais sábio, viu, com os olhos da sabedoria e da experiência aquilo que a mim, mais novo e inexperiente me escapou.
Transcrevo um excerto do que me enviou:
"...contudo não vejo e não encontro, nada que possa ou venha estar errado no que foi expostos pelos “três sepulcros caiados”. Então por que chamá-los de “SEPULCROS CAIADOS”?
Ora! Por que não passam disto. Estão somente a cata barata de promoção e nada maior do que os caminhos da notoriedade da MAÇONARIA. Esta notoriedade é consumada há mais de 490, ou seja, 05 (cinco) séculos ininterruptos por um “secretismo”, também barato, que querem ser guardado pelos que chamo: “AS VIRGENS DO PROSTÍBULO”. Por que disto? Por tal sinonímia minha? Ora... Ora! Nosso maior segredo sempre foi nosso SINCRETISMO. Amalgamado em nossas concepções heterogêneas; em nosso ecletismo. Acredito, que o “sucesso” – pretenso – obtido estar mais para o proselitismo feito pelos “três sepulcros caiados”, justamente pela pretensa e desnecessária indignação de nossos irmãozinhos portugueses, justamente porque põe como algo “super secreto” nossas práticas e que vem sendo exposto á público durante estes mesmos quase 500 anos de existência. Deveriam como fazem em outros países, desculpem-me a sinceridade, tomar como orgulho e satisfação que estes “sepulcros caiados” falem a nosso respeito. Será que entre o universo de políticos não existam: Católicos, protestantes, ateus, Leoninos (LYONS) e tantos outros pertencentes a tantas sociedades. O maior cala boca a estes beócios é a confrontação em afirmar: SIM! Somos maçons e participamos e queremos participar ativamente de toda transformação neste mundo de “meus deuses”, ou melhor, dos deuses deles.
Calar é consentir, ou pelo menos dar-lhes razão. Falta, sim. Preparo e falta de medos para se assumir como maçom e defender com vontade e retidão de sentidos e saber estes sepulcros caiados. Eles fazem do maçom ou querem fazer dos maçons criminosos. Então... Que mostrem o crime cometido!
O pior que pode nos acontecer é a covardia."

Nem mais, assumo, com orgulho, a minha condição de Maçon e aqueles a quem devo explicações, a minha companheira, a minha filha e os meus pais sabem-no desde a primeira hora.
estou de consciência tranquila e orgulhoso, muito orgulhoso de ter sido aceite como Irmão.
Onde está o pecado?...

7 comentários:

raquel disse...

como mulher jovem que sou, pouco sei acerca da Maçonaria, do que a compõe, do que a move, do que por si é libertado...pouco consigo apurar sobre as suas origens, os seus ideais, das suas intenções...

Não partilho, a ideia de que se trate de um grupo criminal ou criminoso...não entendo o porquê de ser sempre transmitido esse secretismo...Mas a verdade é que o fascinio que sinto pela Maçonaria se deve em muito a isso...talvez também pelo facto de saber que tive um familiar ou até mais, que foram Irmãos(mas que não os conheci), ou talvez pelo facto de ser mulher...e como sabemos- embora as causas, para mim, sejam desconhecidas-,e saber que o aceso à mesma me será sempre vedado.

No entanto, e estando a Mulher como a essência do mundo, sendo símbolo de fertilidade, sendo um complemento, um elemnto essencial à Domus, e supostamente- tanto quanto julgo saber, um símbolo fortemente presente nas marcas/símbolos Maçónicos, não compreendo o seu afastamento...talvez seja o seu papel, um papel de acompanhamento ao Marido, que a representa...

Mal comparado, e sem querer ofender quaisquer principios(que sei serem distintos), sinto a mesma curiosidade pela Maçonaria, que sinto por conhecer o que se passa dentro do Vaticano-só doçura, amor, paz e franternidade não será...a políticanão moverá mais cada um destes "movimentos" do qque tudo o resto? Mas isso não faz de ninguém criminoso...talvez até existam no seio da mesma alguns "criminosos", mas isso não se deverá certamente à sua condição de Irmãos.

Perdoem-me as divagações e quaisquer disparates que possa ter dito...falo, francamente, sem grandes conhecimentos, mas com enorme respeito pela condição de cada um, pelas escolhas de todos, e sem apontar o dedo. Fui moida pela beleza do texto, pela fluência do texto...

EfeGueiros disse...

Prezada Raquel,

O lugar comum a todos os maçons e maçonas do mundo é o bem estar, o crescimento filosófico e os princípios da razão e justiça a todo ser humano. E que lhes sejam alcançáveis!

E para construir isto é-nos impossível não fazer ou participar da política. Entenda política como Arte ou Ciência de criar condições propícias ao crescimento humano. Não de ela participar ativamente.

A Maçonaria, como corpo societário filosófico e iniciático, eclético e heterogêneo, não têm reivindicado este ou aquele Partido ou forma de Governos. Como maçom, não tenho nenhuma representação desta para defendê-la ou de outorgar-lhes loas, contudo, me vejo frontalmente livre pelas tantas tolices postas, em humildemente, aclarar que ser maçom não é ser nenhum E.T., nenhum Mago tipo Merlin. Não somos dotados de super poderes e também não somos super poderosos. E que nos diferem da rotina de tantos é sermos filosoficamente “treinados” e por iniciação interior a ser e a ter a lide da razão como expoente maior e a obstinação de tentarmos ser livres e de bons costumes, para aí então praticar o que nos pede como pede a todos, esta sociedade mundial nomeada aqui e acolá como fulanos ou beltranos de tantos países, mas que no seu imo carregam uma identidade comum, física e fisiologicamente falando, senão o mesmo DNA.

Para concluir, nada além de você mesmo a impede de ser uma maçona. Não existe, na maçonaria enquanto Universal, nenhuma discriminação a mulher. Faz-se em algumas Potências (grupo societários) restrições a iniciação da mulher, não como forma discriminatória, mas como princípios, por certo explicável e que aqui não cabe uma melhor explicação.

Fortes e fraternos abraços.

raquel disse...

Antes de tudo, muiro obrigada pelo esclarecimento.
De facto, tal como indiquei a minha ignorância face à Maçonaria é imensa...penso que talvez possa ultrapassá-la, academicamente, se mo for permitido...nem todos os professores gostam do tema.

Pedi, mas renovo o voto, que me fosse desculpada qualquer imprecisão capaz de ferir a verdade ou essência da Maçonaria...

Hei-de um dia perceber, mesmo que sem pertencer-situação que desconhecia ser possível-a expressão, e origem com rigor. Não só pela curiosidade, que origina a busca do conhecimento, mas pela necessidade que este Post me colocou neste momento.

Obrigada,

ficarei a aguardar todas e novas oportunidaes de me tornar mais conhecedora dos mundos, ou da grande Esfera.

raquel disse...

Pretendo apenas aclarar uma situação..
nunca no meu post, quis dar a ideia de que ser Maçon, é ser uma especie de ET...ou mago...como disse, à duas gerações tive um familiar maçon...segundo sei um homem irrepriensível na sua Honra, na sua palavra, e que muito ensinou os seus...quando falei de criminosos, foi em resposta ao escrito anteriormente..

Je-suis-snob disse...

Um maçon que desde que conseguiu entrar a minha custa para a GL e nunca mais disse ai nem ui e se dizia tão meu amigo, é um irmão que deixa muito a desejar. Não é Irmãozito?

aanes

José Ruah disse...

Carissimo,

Nao te sabia nas escritas dos blogues. Dei hoje uma vista olhos na diagonal é claro, mas gostei.

Espero ver-te no

http://a-partir-pedra.blogspot.com

Abraço

Primo do Pleadian disse...

se são irmãos e se julgam em tau alta conta.
deveriam conhecer as variadas publicações a nivel mundial em termos de literatura, em que se descrevem ao pormenor a indole dos maçons.

Investigando um pouco do que é a maçonaria, - a nível mundial, e nao a nivel nacional, conclui-se que existem grupos com uma agenda bem definida, e os quais se gerem de acordo com entidades transcendentes (vulgo deuses) e
depressa nos apercebemos das atrocidades que sao cometidas em rituais em seu nome, que sao do pior que se possa imaginar em filmes de terror, em troca de poder.

caramba!!! basta começar por se porguntarem porque raio colocam um obelisco em frente da casa branca...

voltando a um contexto mais proximo... europa e afins.

Dentro desses tipo de grupos elitistas, sao poucos os que tem acesso a esses tipo de iniciação (chamemos-lhe assim) porque as cabeças (os graus 33 e acima seja la o que for) sabem bem que ha muita coisa que se o povo souber sobre eles, os trucida vivos e ai nem o pseudo controlo que eles tem dos povos, lhe valerá de seja o que for.

Dai que surgam figuras como voces a defender a maçonaria como algo muito natural e prestigioso. tem de ser formados assim para poderem ser "irmaos" de confiança.

é importante que pessoas simples e sãs como voces, que ainda nao participaram em qualquer tipo de experiencia duvidosa, ou tiveram qualquer vivencia demasiadamente comprometedora dentro da maçonaria, se afastem da mesma o mais rapidamente possível, para ser possível, retirar ser possível base de apoio desses grupos, que tão má reputação vem tendo ao longo das decadas, e que tão horrendas agendas têm, nomeadamente, na participação da escravização das sociedades, atraves do sistema monetário e do controlo do poder.

mais concretamente.... o colapso dos sistemas monetários, fortaleçe entre outros, os eugenics, ou seja avisto que o planeta está sobre-povoado, estão a arranjar maneira de eliminar "naturalmente" os individuos.

as guerras (inventadas) tambem contribuiram para isso...

vamos la ver em 2012 como é que "isto tudo" vai estar.